preloader
Sobre a SOMINCOR

A mina de Neves-Corvo está concessionada à SOMINCOR – Sociedade Mineira de Neves-Corvo S.A., que desde novembro de 2006 é subsidiária da Lundin Mining.

A SOMINCOR – Sociedade Mineira de Neves-Corvo S.A., foi constituída em 24 de julho de 1980 após ter sido descoberto, em 1977, um depósito de sulfuretos contendo quantidades significativas de metais básicos, predominantemente cobre, estanho e zinco. Neves-Corvo é uma mina subterrânea onde existem cinco jazigos de sulfuretos maciços: Neves, Corvo, Graça, Zambujal e Lombador.

Em 1988 dá-se o início da exploração como resultado de uma joint venture entre o Estado Português e a multinacional Rio Tinto.

Em 1989 inicia-se a produção de cobre e em 1990 a produção de estanho. Em junho de 2004, a SOMINCOR foi adquirida pela Eurozinc Mining Corporation. Em 2006, após a transformação da lavaria de estanho numa lavaria de zinco, inicia-se a produção de zinco.Em novembro de 2006, após a fusão entre a Eurozinc e a Lundin Mining, a SOMINCOR passa a integrar o Grupo Lundin Mining. 

Desde então a gestão tem-se centrado na melhoria do desempenho operacional da mina e na exploração de novos recursos e reservas nas zonas adjacentes.

Atualmente, a Empresa produz concentrado de cobre, zinco e chumbo.

O minério é processado no local e os rejeitados são depositados na Instalação de Resíduos do Cerro do Lobo a cerca de 3 km das lavarias. Os concentrados são expedidos para os clientes por via ferroviária (cobre e zinco) e rodoviária (chumbo).

A SOMINCOR é proprietária de uma instalação no Porto de Setúbal situada a cerca de 150 km a norte da mina e a 50 km a sul de Lisboa. A SOMINCOR expede os seus concentrados a partir dessas instalações desde o início das operações, em 1988.

A mina está localizada no Baixo Alentejo, na margem sul da Faixa Piritosa Ibérica, a cerca de 220 km a sudeste de Lisboa e a cerca de 15 km de Castro Verde.

1977 - Descoberta do jazigo de Neves-Corvo
As sondagens do subsolo provaram a existência de quatro depósitos mineralizados – Corvo, Graça, Neves e Zambujal.
1980 - Constituição da SOMINCOR
51% do Estado através da atual EDM e 49% do grupo francês Peñarroya + BRGM – Bureau de Recherches Géologiques et Minières.
1982 - Início dos trabalhos de acesso ao jazigo
Rampa, poço, etc.
1985 - Rio Tinto compra 49% das ações
Os acionistas franceses vendem os seus 49% ao grupo Rio Tinto.
1986 - Realização do Projeto Cobre
No valor de 280 milhões de Euros.
1988 - Joint Venture entre o Estado Português e a Rio Tinto começa a exploração
Custo Capital Total do projeto foi 320 Milhões de Dólares.
1988 - Início da Produção de Cobre
Início da Produção de Cobre.
1990 - Início da Produção de Estanho
Início da Produção de Estanho.
1992 - Construção pela SOMINCOR do caminho-de-ferro ligando a estação de Ourique a Neves-Corvo
1993 - Acreditação do Laboratório em Neves-Corvo pela ISO 17025
Acreditação do Laboratório em Neves-Corvo pela ISO 17025.
1994 - Aprofundamento da mina
Investimento de 26 milhões de Euros.
1999 - Nova previsão de vida da mina até 2029
Considerando um aproveitamento do zinco.
2000 - Início da atividade do laboratório em Setúbal
Início da atividade do laboratório em Setúbal.
2004 - Aquisição pela Eurozinc
Aquisição pela Eurozinc.
2006 - Aquisição pela Lundin Mining através de uma fusão com a Eurozinc
Início da Produção de Zinco (Produção duplicada em 2013).
2010 - Descoberta do jazigo de cobre da Semblana
2011 - Inauguração da instalação da deposição de pasta de rejeitados na Barragem do Cerro do Lobo
Projeto inovador em minas de sulfureto.
2012 - Ampliação da Lavaria do Zinco para 1 milhão de toneladas por ano
Ampliação da Lavaria do Zinco para 1 milhão de toneladas por ano.
2014 - Homologação do alargamento da concessão de Neves-Corvo a um novo depósito mineral – Semblana
Instalação do Circuito RZ (Rejeitos de Zinco).
2015 - Estudo da Expansão do Zinco (para 2.5 Mtpa)
Estudo da Expansão do Zinco (para 2.5 Mtpa).
2017 - Anúncio do Projeto ZEP
Projeto de Expansão do Zinco.